04/12/2015

Á Mãe Terra





A ti Mãe Terra
 Podem dizer maravilhas de outras dimensões, outros planetas, outras possibilidades de vida, mas eu amo isto aqui.Eu amo a Terra! Essa mesmo.
Amo suas árvores de folhagens verdejantes ou mesmo outonais ,secas  e desnudas. Amo a brisa  que balança suas copas suavemente ou o vendaval que arranca raiz e tudo.
Amo seus rios correntes e ate mesmo o leito seco do agreste,seus montes e planicies .
Amo e sei que em outros mundos diria tal como o poeta " Os pássaros que aqui gorgeiam ,não gorgeiam como lá"
Sei porque onde estou , vendo a grama molhada pela chuva que insiste em cair após dias , ouço pássaros cantantes, muitos ,que aproveitam qualquer momento de estiagem para passear e rir o riso dos pássaros. Amo esta Terra e por mim ficaria aqui.Aqui é minha casa, meu lar, lar de minha mãe e lar de meus filhos. Aqui choro meus queridos que se foram e onde também repousarei.
Amo esta Terra e amo tanto , espero que ela saiba disso, que sinta meu amor,quando a observo maravilhada. Aqui onde o sol se põe e produz espetáculo.
Será que haverá melhor ponto de observação?Em outros ângulos terá tanta beleza qualquer esfera no espaço?
Espero que saibas "querida"que te amo calada , cuidando de ti em silencio em minhas orações.
Que vou sentir saudades certamente, como ja sinto de coisas que tiraram de ti , 7 quedas  , saltos , montes , lagos e rios.
Lamento os estragos que fizemos.
Lamento pois desmedidos comemos sua carne e bebemos seu sangue,
Lamento sermos tantos a devastar e tão poucos a zelar por ti.
Perdão!
 Ligia Marcia